Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

1000 a.C (181 a 168)

Ano 181 a.C. - As querelas com o irmão mais novo, o filorromano Demétrio, de Perseu, levam Filipe V a apoiar o primogénito e condenar à morte o filho dissidente, este ano. Perseu é o filho mais velho de Filipe V.

 

Ano 180 a.C. - Morre o historiador Grego Políbio.

Ano 179 a.C. (575) - Filipe morre, aos cinquenta e nove anos, e deixa um reino abalado e uma família dividida. Perseu sobe ao trono aos trinta e um anos e, como em criança, participou da guerra com Roma, herda ao mesmo tempo que o reino de seu pai, seus temores, ressentimentos e esperanças. Devota-se com uma convicção inflexível, à continuação da obra paterna, preparando-se com mais ardor que nunca para combater Roma.

*Perseu sucede a seu pai Filipe V da Macedónia, e tenta reconciliar-se com os Estados gregos, apelando às classes mais baixas das cidades gregas, obtendo alguns êxitos iniciais.
*Ao subir ao trono, Perseu tenta evitar novo conflito com Roma. Assim, depois de ter consolidado a situação na Macedónia, dá-se a uma política de expansão no Norte do País (Trácia, Dardânia, Ilíria).
*Termina a guerra na Hispânia Citerior, quando T. Sempónio Graco pacifica as provincias e faz uma aliança com os Celtiberos.

Ano 178 a.C. - Tibério Semprónio Graco, mantém o governo da Espanha Citerior até este ano, data da fundação de Gracaunis, na margem direita do Ebro, hoje Alfaro, entre Cascante e Calahorra. Os tratados que conclui com os Celtiberos garantem a paz por muito tempo entre este povo e os romanos.

Ano 176 a.C. - Após a colonização da Macedónia, este ano, o tributum é abolido e as propriedades dos cidadãos romanos de Itália deixam de estar sujeitas a impostos directos. Uma elevada percentagem do rendimento Público é reinvestida em mais conquistas, isto é, gasta no abastecimento do exército. O restante é gasto em grandes projectos de construção levados a cabo por Roma e nas cidades de Itália.
* O rendimento do Estado, sob a forma de despojos, indemnizações e impostos, é enorme.

Ano 175 a.C. - O movimento da reforma judaica encontra um entusiasta, porém perigoso aliado do novo monarca selêucida, Antíoco Epifanes. Sobe Antíoco IV, a religião judaica vai ser proscrita e o Templo profanado pelo culto de Zeus Olímpico.
*São vistos três sóis.

Ano 174 a.C. -O primeiro imperador Han realiza oferendas rituais diante do túmulo de Confúncio.
*São vistos três sóis.

Ano 173 a.C. -Aparece no céu uma grande frota.Em Priverno, uma lã cinzenta cobre o solo.

Ano 171 a.C. - Este ano, Antíoco acha necessário substituir Jasão como sumo sacerdote pelo ainda mais pró-grego Menelau e reforça o poder grego em Jerusalém, construindo uma fortaleza-acrópole dominando o Templo.
* Os Romanos intervêm militarmente no mundo grego, enviando um exército que atravessa o Adriático para defrontar Perseu. Este sai vencedor de uma batalha em Callinicos.
*Os êxitos militares e diplomáticos de Perseu, e o crescente prestigio que granjeia no Mediterrânio Ocidental, alarmam Êumenes II de Pérgamo, que vai a Roma acusar de imperialismo o soberano macedónico. O Senado delibera mover-lhe uma guerra este ano.
* São vistos três sóis.

Ano 168 a.C. - O rei da Síria decide helenizar profundamente a Judeia e particularmente consagrar o Templo a Júpiter Olímpico. Eclode então a insurreição chefiada por Matatias e depois por seus filhos, ditos “os Macabeus”. Mas Roma, que, para se infiltrar no Oriente, apoia os pequenos chefes locais contra as grandes soberanias, detém a Síria. Graças a esta confrontação ainda pacifica entre Roma e os herdeiros de Alexandre a Palestina reencontra a independência.
*Os macedónios revoltam-se, daí que este ano, a Macedónia transforma-se em província romana.
*
Cónscio da superioridade inimiga Perseu (da Macedónia) adopta uma estratégia defensiva que lhe rende vitórias sobre chefes militares mediocres (como Lícinio Crasso, em Calínio, na Tessália). Mas Paulo Emilio desbarata o seu aliado Gêntio e compele Perseu a uma batalha decisiva em Pidua neste ano. A carga da falange macedónica veio esmagar-se contra a solidez das linhas romanas. Completamente derrotado, Perseu refugia-se em Samotrácia, onde, abandonado por todos, se rende ao vencedor.
*Perseu figura no cortejo triunfal de Paulo Emílio.
*Perseu sofre uma derrota decisiva, frente a L. Emílio Paulo, na batalha de Pidua. O exército macedónico fica quase completamente destruído e o próprio Perseu rende-se pouco depois. O acordo estabelecido após a batalha de Pidua é duro e mostra até que ponto os Romanos mudaram. A Macedónia é dividida em quatro repúblicas separadas e a sua população forçada a pagar tributo a  Roma, a metade da taxa cobrada por Perseu. Deste modo os romanos têm o benefício do governo directo sem terem de suportar as cargas da Administração e da Defesa.
*Um destino cruel foi reservado aos Molossianos do Epiro, que colaboraram com Perseu, após a vitória deste em Callinicos. O seu território foi sistematicamente pilhado pelo exército de Paulo, e a população escravizada. É levada a cabo uma purga geral de elementos anti-romanos nos Estados gregos, sendo de destacar a deportação de 1000 membros das classes mais elevadas da Liga Egeia para a Itália, onde são presos sem julgamento. O mais famoso destes detidos é o historiador Políbio.
* Na Ásia, Pérgamo e Rodes são punidas com perdas de território, já que não participaram na guerra, adiando intencionalmente a decisão de o fazer. Roma demonstra assim, não estar disposta a tolerar a menor intenção de desobediência por parte dos seus súbditos. É mediante estes métodos que os romanos conseguem governar indirectamente a Grécia por mais 18 anos.
* Tendo vencido Cartago, Roma volta-se para o Oriente, esmaga os Macedónios, aliados dos Cartagineses, este ano, e submete a Grécia.
* Os macedonios são vencidos numa sangrenta batalha. o seu vencedor Paulo Emílio, digno homónio e digno filho do cônsul caído em Canas. Perseu vai morrer nas prisões romanas.
*
Um episódio de guerra entre Roma e Perseu da Macedónia, mostra a atitude que um senador romano pode assumir. Este ano, o senado soube que o seleucida Antíoco IV domina o Egipto, o que é contrário aos interesses de Roma. O senado envia um dos seus membros, Pompílio, para pôr termo a esta inoportuna conquista. Pompílio encontra-se com o senhor da Ásia perto de Alexandria. antes mesmo de ter chegado junto do seu visitante, já o grande rei saudava o representante do poderoso povo romano, mas Pompílio não reage. Sem a menor manifestação de cortesia, estende ao rei o ucasse do senado romano. Antíoco lê a carta e diz: Vou deliberar com os meus conselheiros. Mas pPompílio não lhe dá oportunidade para isso. Com o seu bastão, traça na areia um círculo em redor do rei e ordena: Dar-me-ás a resposta no interior deste circulo. O rei estupefacto, fica tão impressionado que não pode proferir o mínimo protesto. Por fim, depois de um penoso silencio, responde: Coloco-me às ordens dos Romanos. Pompílio subitamente amistoso, estende então a mão ao autocrata oriental. Antíoco tem de retirar sem demora as suas tropas do Egipto. Pompílio ocupa-se da Administração do país e ordena aos dois reis que vivam em paz.

lusitanos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

soldado romano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(fotosretiradasdanet)


PublicadoPor lazulli às 10:26
LinkDoPost | Acrescente/Rectifique | AdicionarAosFavoritos

*UmaPequenaHistória


* Lazulli

* Adicionar

. 6 seguidores

*Procurar

 

*Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


*Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

*DadosRecentes

* Do ano 303 ao ano 395 d.c...

* Do ano 69 ao ano 97 (1000...

* Do ano 61 dC ao ano 68 dC...

* Ano 2 d.C (1000 anos de h...

* 1000 a.C (45 a.C a 38 a.C...

* 1000 anos a.C. (70 a.c. ...

* 1000 a.C (87 a.c. a 80 a....

* 1000 a.C (92 a.c. a 88 a....

* 1000 a.C. (134 a 122)

* 1000 a.C. (144 a.c. a 136...

*Arquivos

* Março 2016

* Fevereiro 2010

* Outubro 2009

* Julho 2009

* Fevereiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Julho 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

*tags

* todas as tags

*AcrescentosHistóricos

ANO 147 a.C. ANO 153 a.C.

*PartilharConhecimento

* PartilheConhecimento

*Bibliografias

Os Lusitanos - No contexto Peninsular História de Roma Estrabão, III, 3,7 Polibio, XXXIV

*Mapa do nosso mundo


Visitor Map
Create your own visitor map!

*estudiosos

*Traduzir o blog

*Terra


contador gratis

*visitas

contadores
contadores

*apesar do conteudo histório ser de outros autores este blog não deve ser plagiado

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.

*Eis... a História interminável... dos homens!... e Guerreiros destemidos! Faltam-nos hoje, para mudarmos o Mundo para melhor